O baldinho das gravadoras e o Amazonas da MPB

A tentativa da indústria musical de conter o rio Amazonas da música brasileira na internet com um baldinho segue firme e forte. A vítima dessa vez é o blog Um que tenha, que andava ativíssimo disponibilizando raridades, clássicos, lançamentos e cds independentes. Enquanto esta gente ficar sentada em cima da riqueza histórica da música brasileira, blogueiros como o Fulano [assim que ele se identifica] do Um que tenha são as pessoas que democratizam nossa riqueza musical. Sinceramente? Acho que ninguém perde dinheiro com isso, mesmo os músicos que tem CDs nas lojas. Ninguém ia comprá-los, e a oferta de música gratuita é suficiente para que as pessoas simplesmente ouçam outras músicas. Dito de outras palavras: a música na internet já concorre com a música na internet. Quem compra CD, não compra nem deixa de comprar mais por causa dele estar nesse ou naquele blog. O formato digital não tem como ser contido.

O problema é que as gravadoras não tem como liberar algo como uma loja Itunes conjunta de toda a memória da música brasileira com preços razoáveis. E por que?

– Porque elas sequer tem este catálogo organizado e digitalizado

– Porque esta decisão está nas matrizes estrangeiras dela [é uma vergonha, mas verdade] que não estão nem aí para isso.

– Porque é caro “limpar” os direitos, principalmente dos discos antigos, de todos os que tem direito autoral relacionado à eles para vendê-los nos formatos das novas mídas

Se eu tivesse alguns milhões, partiria para montar esta loja. Até sei de quem poderia montá-la…mas vamos ver se um dia cai esta ficha neles.

Nesse cenário a internet, de forma também caótica, mas também simpática e curatorial, são os blogs que tem tido a generosidade de compartilhar e animar a eterna redescoberta da natureza infinita da música brasileira.

Eles ao menos tem algum comprometimento com isso.

As estruturas antigas e burocráticas de de gravadoras e direitos autorais podem até ter tido um dia…mas este já acabou faz tempo. [Execelente artigo do New York Times marca os 10 anos de decadência da indústria musical. Título? O canto do cisne. Em inglês, aqui]

Agora…é URGENTE termos para nossa música algo como o que é a Biblioteca Nacional para livros. Um lugar que reúna o máximo possível dessa riqueza para ser preservada e pesquisada.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “O baldinho das gravadoras e o Amazonas da MPB

  1. Por isso nós insistimos: Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Maria Bethânia, Jards Macalé e Ary Lobo para download > http://1milhaodedownloads.blogspot.com/.

    E se o blogspot encher o saco a gente vai pro WordPress!

    []s
    Seu Malaquias

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s